sexta-feira, 26 de junho de 2009

Neverland

Podem dizer o que quiserem, mas ainda está para nascer um artista como Michael Jackson. Com muito pesar de fã que sou, recebi a notícia de sua morte. Pressentia há algum tempo que seus dias não seriam tão longos. Algo me dizia a cada notícia que tinha dele que não faltava muito para a despedida... Chegou. A forma como conduziu sua vida pode não ter sido das mais felizes, mas não se pode negar a sua importância e excelência como ícone da música pop. Um rei sim! O rei do pop. O rei da minha adolescência. Um artista ÚNICO. Revolucionou a música pop e isso, apesar de sua vida conturbada, é o que quero guardar de sua imagem. Imagem com a qual infelizmente não soube lidar, imagem com a qual nunca se satisfez. Excêntrico, louco, doente, não importa. O que sempre admirei nele foi o artista, não era apenas um cantor ou um dançarino, era um verdadeiro ARTISTA da música pop. Sempre quis ser criança. Agora, enfim, poderá encontrar sua Neverland. Deixo aqui a música Childhood, que fala por si só.

Have you seen my Childhood?
I'm searching for the world that I
Come from
'Cause I've been looking around
In the lost and found of my heart...
No one understands me
They view it as such strange eccentricities...
'Cause I keep kidding around
Like a child, but pardon me...
People say I'm not okay
'Cause I love such elementary things...
It's been my fate to compensate,
for the Childhood I've never known...
Have you seen my Childhood?
I'm searching for that wonder in my youth
Like pirates and adventurous dreams,
Of conquest and kings on the throne...
Before you judge me, try hard to love me,
Look within your heart then ask,
Have you seen my Childhood?
People say I'm strange that way
'Cause I love such elementary things,
It's been my fate to compensate,
for the Childhood I've never known...
Have you seen my Childhood?
I'm searching for that wonder in my youth
Like fantastical stories to share
The dreams I would dare, watch me fly...
Before you judge me, try hard to love me.
The painful youth
I've had
Have you seen my Childhood?




3 comentários:

dora disse...

Déia

Também gosto muito de algumas músicas e do artista Michael Jackson. Acho que realmente podemos guardar na nossa memória toda arte e toda sua história, que com certeza será lembrada para sempre.Infelizmente, algumas escolhas feitas pelas pessoas não as levam à uma vida saudável e que possa ser aproveitada intensamente por muitos anos.Porém, quem somos nós para julgar ninguém, quem estava no seu íntimo para saber o porque de tantas buscas, mesmo após já ter chegado tão alto, ter milhares de fãs, ser adorado etc...
Agora o que nos resta é desejar que descanse em paz e que traga alguma reflexão, principalmente para que os jovens sempre pensem em "voar" estando atentos ao que há de mais importante, a "vida" vivida com verdadeiros amigos, família etc...
beijos

Andréia M. G. disse...

Sábias palavras, Dorinha! :-)

Renata Belmonte disse...

Pois é...
As pessoas não conseguem entender que os artistas também são pessoas e que sofrem como todos. Ser uma figura pública é muito complicado, você se torna quase um objeto do outro.
Uma pena tudo isso. Que ele fique em paz.
bjs