quarta-feira, 20 de maio de 2009

Fascinação

Guardo uma frustração de infância por nunca ter tido um kit detetive. Costumava ver o anúncio desse kit nas revistas em quadrinho da Turma da Mônica. Nunca tive o prazer de ganhar um de presente. Não faço a menor ideia se ainda existe esse tipo de anúncio em revistinhas. Não é algo que a meu ver faça sucesso entre as crianças de hoje, talvez nem fizesse entre as da minha infância. Já me diverti bastante com o jogo Interpol. Fascínio absoluto. O estímulo que sinto de investigar as coisas me arrebata. Há um desejo latente em mim de desvendar mistérios. Não entendo bem que fascínio intenso é esse que me empurra a fazer descobertas. A satisfação que tenho é indescritível. Doce deleite da minha alma.

(Imagem: Flickr)

4 comentários:

aeronauta disse...

Construir mistérios é também tão bom, não é Andréia?
Obrigada pela visita. Seu blogue é muito bonito e acolhedor. Abraços.

Sanxeri disse...

Por acaso sempre fui muito cusca... e ainda bem. Gosto de ser curiosa. :P

Maria Muadiê disse...

Andreia, é mesmo uma delícia desvendar mistérios...
Aquele poema q vc gostou em meu blog é de um pernambucano muito especial: Alberto da Cunha Melo.
beijo

Andréia M. G. disse...

Aeronauta - Meu fascínio é mais por desvendar do que por construir mistérios, mas com certeza deve ser tão bom quanto. Vc bem deve saber disso, afinal mantém um blog anônimo... Fiquei feliz com sua visita!

Sanxeri - Adoro as expressões portuguesas. Devo ser cusca tb. kkkk

Martha - Bom vê-la aqui de novo!