quarta-feira, 22 de julho de 2009

Onde estão os pombos?

Perto da casa de um velhinho, havia uma praça frequentada por vários pombos. Uma revoada de pombos todos os dias. As crianças brincavam com eles. Havia mais pombos do que crianças. O velhinho sentava na praça, comprava pipoca e jogava aos pombinhos, que se aglomeravam para disputar o lanche.

Com o tempo, a praça ficou moderna, com fonte luminosa, pistas de corrida e recreação. Um complexo de bares e restaurantes foi construído na área antes ocupada pelos pombos. Alguns deles ainda resistem e disputam com os carros um lugarzinho perto da fonte. As crianças ainda lhes fazem cortesia, mas a presença deles tem diminuído bastante. O que se vê agora são suas carcaças. Vários são atropelados por dia. As pessoas passam por suas carcaças, que esturricam ao sol até serem levadas pelo vento. Algumas nem reparam que há um pombo morto no chão.

5 comentários:

Nuno G. disse...

vim aqui pela primeira vez e apreciei os seus pensamentos nomeadamente este sobre "os custos da civilização"

(www.minha-gaveta.blogspot.com)

dora disse...

Adorei a metáfora. Essa é a vida real. Temos tido pouco tempo para olharmos os "pombos" à nossa volta.
Quando lemos um texto assim, refletimos sobre a vida e pensamos como podemos minimizar os efeitos do desenvolvimento e procurarmos viver uma vida mais intensa olhando não só os pombos, como os pássaros, o sol, as crianças etc..sem nos atropelarmos ...
bjs

Erica Maria disse...

Vim agradecer a visita!
Estou te seguindo com meus dois blogs!!

Tudo mto lindo por aqui viu?
Esse fim de semana passo com mais tempo pra ler, sentir...

Voltarei sempre!

Bjos mtos!

Clarinhaaa disse...

ééééé... tempos modernos esses que estamos vivendo...

Hoje passei o dia rodiada de pombos... numa manhã em um parque municipal aqui na minha cidade!!!

aiai... mas prefiro os passarinhos!!

beijos

S* disse...

Triste realidade... Doi pensar nisso.