terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Natal


No Natal, o menino pediu pão.
Não dei.
No lixo, ele fez sua ceia.

2 comentários:

José María Souza Costa disse...

É o Brasil, que a patuleia conhece e não faz parte dos versos e reversos da Confraria
Passei aqui lendo. Vim lhe desejar um Tempo Agradável, Harmonioso e com Sabedoria. Nenhuma pessoa indicou-me ou chamou-me aqui. Gostei do que vi e li. Por isso, estou lhe convidando a visitar o meu blog. Muito Simplório por sinal. Mas, dinâmico e autêntico. E se possivel, seguirmos juntos por eles. Estarei lá, muito grato esperando por você. Se tiveres tuiter, e desejar, é só deixar que agente segue.
Um abraço e fique com DEUS.

http://josemariacostaescreveu.blogspot.com

Por que você faz poema? disse...

Adeus, ano novo!